AIDS: holandeses promoviam festa da contaminação

Aids ilustração

Já saíu em vários sites e blogs gringos o caso absurdo de quatro holandeses soropositivos que confessaram à polícia que promoviam festas regadas à GHB para difundirem o vírus da Aids. Após serem drogadas, as vítimas recebiam injeções contendo sangue contaminado.

Os agressores afirmaram ao site Gay.com britânico, que ao menos 10 de suas vítimas foram contaminadas com o vírus, o que leva a conclusão que mais pessoas foram atraídas a participarem das orgias.

O procurador público do caso afirmou, contudo, que não poderá acusar os agressores por homicídio culposo por que “a expectativa de vida das vítimas pode ser extendida com ajuda dos coquetéis de medicamentos”. Os quatro holandeses, dois com 48 anos, um de 33 e outro de 44, estão sendo acusados por lesão corporal grave pré-meditada. (Mais detalhes na segunda parte do post)

Jr*


Segundo declarão de Robert Witlox, diretor da Dutch HIV Association, os primeiros sinais dos atentados apareceram há cerca de um ano quando em uma das sessões de apoio a contaminados promovidas pela associação, um homem declarou ter sido drogado, estuprado e após ter constatado a contaminação pelo vírus.

Com o tempo outras pessoas entraram em contato com a assossiação, e outras histórias com mais detalhes foram surgindo. Homens relatavam terem sentido uma picada semelhante à de uma seringa em seus ânus durante o ato sexual. Cada edição da festa reunia em geral de 3 a 5 pessoas e eram divulgadas em sites de encontro na internet.

Quando a assossiação percebeu que algo de errado acontecia entrou em contato com o departamento de saúde público local que confirmou ter escutado histórias similares. Certo das agressões, Witlox convenceu a primeira vítima, um homem que não é assumidamente gay, a fazer um boletin de ocorrência formal à polícia de Groeningen, onde moram os quatro acusados.

1 Comentário

Filed under Saúde

One response to “AIDS: holandeses promoviam festa da contaminação

  1. Fiquei horrorizado com a notícia – que eu tb li no Mix Brasil. Mas não é a primeira vez que escuto algo parecido (embora esse contágio por seringa seja muito mais torpe e doentio). Há anos atrás, eu lembro de ter lido na extinta revista Sui Generis um depoimento de um cara que tb contaminava de propósito outros homens. Ele dizia algo do tipo: “É indescritível o êxtase causado pela sensação de poder que se tem ao fazer isso com outro cara e saber que, por sua causa, a vida dele e a saúde dele nunca mais serão as mesmas. Esse gozo é maior do que mil orgasmos.” Não lembro exatamente as palavras, mas isso me chocou tanto que nunca mais esqueci. Com certeza, é isso q se passa pela cabeça de vários outros caras que, de um jeito ou de outro, passam conscientemente seu ‘presentinho’ pra frente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s