Monthly Archives: Novembro 2007

As Bis de Elite

Pegando carona no sucesso de Telebambis (veja post anterior), resolvi postar mais um vídeo de zoeira que usa referências ao filme “Tropa de Elite” para avacalhar o gay Paulistano esteriotipado. Não vai dar para explicar todas as gírias agora, pois estou no meio do expediente. Mas para os que caíram total de para-quedas neste blog vale esclarecer ao menos a principal: “bi”. Redução de “bixa”, trata-se de termo usado por muitos gays para substituir o “você” ou o “tu”. Vale como interjeição também. Vai praticando ó: “Arrassou bi”, “Bi, escuta aqui”, “Aquenda bi”, “Bi, você tá boa?”… e por aí vai.

Jr*

Deixe um comentário

Filed under Gay, Lifestyle, web

A saga de Almada contra Telebambis

Vocês já perceberam que eu não costumo postar nada ligado ao universo The Week, afinal, já tem muitos blogs fazendo isso. Mas é que não dá para ignorar os últimos fatos em torno de André Almada (foto), o sócio-promoter (e ídolo de muitas bees por aí) do clube da Lapa. Citado em vídeo premiado pelo Show do Gongo, o figurão da noite gay paulistana tem ameaçado os autores do curta, André Machado e Evandro Santo, de processo judicial. Hit na internet, o vídeo batizado de “Telebambis” teve versão original retirada do ar para evitar futuros problemas a seus criadores.

A grande sacada de André Machado e Evandro, duo por trás do quadro “Meda” do programa Pânico na TV, é usar gírias do universo Gay que remetem ao uso de drogas no clubes noturnos. Em determinado momento da versão original do filminho, um dos personagens faz às vezes de André Almada e pergunta aos “amiguinhos” se eles estam “colocados” (drogados). O problema é que ao invés de levar na esportiva, Almada se sentiu ofendido e quiz ele também gongar o vídeo.

Ora. Todo mundo que pisa sequer uma única vez na The Week sabe que a maioria das pessoas ali usam sim drogas, principalmente exctasy e GHB. Eu, que não sou nenhum conservador para condenar a prática mas também não quero reforçá-la, acho hipocrisia fingir que isso não existe. A “colocação” faz parte dos hábitos do público assíduo da casa, assim como, a preferência por tribal house, o gosto pelas camisetas super justas e outras referências estéticas e culturais que definem esse grupo social.

A verdade é que na nova versão editada (que está aí em cima), o vídeo perde muito em comicidade. É uma pena que os autores tenham modificado o material em prol de uma trip egocêntrica de Almada. O vídeo sozinho não poderia levantar novas suspeitas sobre o clube. Muito menos estimular fiscalizações extras ou chamar a atenção da mídia.

Almada pode estar dando um tiro no pé com a reação conservadora. Ninguém consegue controlar a rapidez da comunicação via internet. O bá fá fá só vai aumentar a popularidade do curta. E o risco para ele ainda cresce se pensarmos em uma possível visita da equipe do Pânico, afinal os autores trabalham lá, em uma noite na The Week. Qual frequentador ali gostaria de ver sua imagem exposta em rede nacional?

Wrong choice Almada!

Para quem não sabe o que é o Show do Gongo, confira vídeo do evento depois do pulo.

COntinue lendo

Deixe um comentário

Filed under Gay, web

Mulheres entre o palco e a platéia

Jogo de Cena 1    Jogo de Cena 2

Jogo de Cena 3    Jogo de Cena 4

A idéia é simples: contar e recontar histórias de mulheres brasileiras. Ora relatadas por suas verdadeiras protagonistas ora interpretada por atrizes, tanto famosas como desconhecidas. Contrapondo as duas formas de relato, Eduardo Coutinho, consegue emocionar o público com o documentário Jogo de Cena, mais uma obra-prima do cineasta.

O que é mais emocionante, cativante ou convincente? O relato da experiência vivida ou a releitura de quem vive da arte de interpretar. Como explica Fernanda Torres no longa, um personagem de ficção pode ser convincente mesmo que sob uma atuação medíocre. Mas como equiparar-se ao relato vivo, cheio de memórias, de uma pessoa feita, formada, já construída? Qual é o limite de atuação de uma ator? A resposta para essas perguntas fica mais difícil após assitir dois relatos semelhantes , ambos convincentes, contados por pessoas diferentes. Quem é a atriz e quem é a personagem real?

Com apenas um anúncio no jornal, um banquinho em um palco de teatro e a força de temas recorrentes do universo feminino, como a gravidez e a relação com os filhos, esse macaco-velho chamado Coutinho conseguiu inspirar animadas conversas após o término da seção. Nada como um bom filme para fechar a semana. Veja trailer depois do pulo.

Jr*

Continue lendo

Deixe um comentário

Filed under Cinema

Sexxxquenta!!!!…. Robyn é novo fenômeno POP

Robyn Robyn 2

Você pode nunca ter ouvido falar de Robyn, mas com certeza já escutou a voz da cantora sueca em alguma pista por aí, principalmente se você frequenta clubes “gays”. É dela um dos hits mais bombados do verão europeu em 2007, “With Every Heartbeat”, que já está rolando na “buati” por aqui também. Como todo pop bem acabado, não demorou para a faixa original ganhar dezenas de remixes, cujo melhor (na minha opinião) é dos ingleses Punks Jump Up.

Robyn já está na estrada há muito tempo. Filha de artistas de um grupo de teatro itinerante, a cantora passou sua infância viajando com os pais. Aos 13 anos já escrevia canções e com 16 gravou seu primeiro disco, em 1995. Nos anos que seguiram, lançou outros dois álbuns, seguindo sempre a receita clichê da época de misturar R&B com Pop.

Em 2003, cansada de se submeter às exigências das gravadoras, Robyn resolve arriscar tudo lançando seu próprio selo, o Konichiwa Records. Antes disso, ela trabalhou com os conterrâneos do The Knife, influência decisiva na nova guinada da cantora. Agora empresária e certamente mais madura, Robyn parece ter encontrado a dose certa entre Pop e electro para sua música. Falta ver se ela segura o tranco emplacando outros hits.

Jr*

Leia também: “Atenção: Electro-pop cortante

Deixe um comentário

Filed under Música

Updated: Efeito Daft Punk

Mais um vídeozinho para não deixar o blog às moscas nestas épocas de MTO trabalho!!!!! Esse aí está divulgando a entrevista que o Daft Punk concede hoje à rádio britânica BBC Radio 1. O programa faz parte da leva promocional típica que acompanha qualquer lançamento de CD. Batizado de “Daft Punk Alive“, o ábum mais recente da dupla francesa, lançado esta semana, foi gravado durante show no ginásio Paris-Berci, em junho deste ano. Eu estava lá então posso falar que foi incrível! Mas não compro o CD não. Essa coisa de álbum ao vivo com as melhores da história é meio ladainha né?! Mas se lançarem o DVD compro com certeza. Estava esperando o DVD na verdade! Mais tarde atualizo a nota com o link para a entrevista.

Updated (26/11): ouça doc sobre Daft Punk produzido pela Radio 1 (em inglês).

Jr*

Deixe um comentário

Filed under Música

Pub WWF: o mundo mundou e temos que acompanhar

Bem legal essa campanha da World Wildlife Fund que mostra hábitos já ultrapassados para propor a adoção de outros novos. As imagens de crianças sem cinto de segurança, lixo jogado pela janela do carro, bronzeamento sem proteção e da grávida fumando são contrapostas à imagem do executivo indo ao trabalho de bicicleta para sugerir que daqui há algum tempo a idéia de se locomover na cidade de carro poderá soar como algo velho, antiquado e ecologicamente incorreto. Quem dera tivéssemos essa possibilidade em São Paulo, onde pedalar está mais próximo do tracking urbano que de uma forma de locomoção segura.

Via BlueBus.com

Jr*

1 Comentário

Filed under Lifestyle, Pub

Pub D&G: meninos com meninos e meninas com meninas

Dolce & Gabbana 1

Voilá a nova publicidade para a última coleção de relógios da marca italiana Dolce & Gabbana. Os relógios aqui são mero detalhe. O bacana é o toque meio gay das cenas de meninos beijando meninos e meninas beijando meninas, ou melhor, beijando seus próprios clones. Clique na imagem abaixo para ver o clipe.

Dolce & Gabbana 2

Via GayClic.com .

Jr*

Deixe um comentário

Filed under Lifestyle, Moda e design, Pub